Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Red Tales

(...) cá estou eu, por aqui, a fingir que sou eu que por aqui estou (...)

Red Tales

>> Cuidemos de Todos Cuidando de Nós <<

 

Alguns dos textos aqui contidos são de cariz sexual e só devem ser lidos por maiores de 18 anos e por quem tiver uma mente aberta. Se sentir algum tipo de desconforto com isso ou se não tiver os 18 anos ou mais, por favor SAIA agora.

5

Janeiro 27, 2023

suspeito que estes jantares de solidão potenciam noites como a de ontem. mais valia ter ficado sozinho em casa que sozinho aqui no meio desta gente toda. o silêncio aqui é mais sombrio. tantas palavras gastas inutilmente. aqui o silêncio é o rumor do nada e as palavras são o silêncio.

EVOLUÇÃO DAS COISAS

Janeiro 26, 2023

és agora perfumada primavera
começaste por ser apenas vento
e fizeste-te o furor das manhãs
o toque agradável dos pássaros

eu era só espera pela morte
um amolador a repetir caminhos
apitos e lendas de chuva
um ferreiro que faz sempre a mesma faca

eu era apenas o chão onde caiem as magnólias
e tu fizeste-me nova terra e novo abrir
deste-me a água e a pressa do desejo

tu és o relâmpago e o trovão ou o ar atravessado
porque me agitas e aqueces
como se fosses fogueira ou abrigo

FLORES

Janeiro 25, 2023

nunca serás apenas um corpo a caminho da morte:

nos teus passos reinará sempre a

pura dança dos lírios

e na tua pele o doce aroma da sedução

será sempre como libertar rosas azuis.

 

és como um cheiro doce e delicado,

uma orquídea branca de vidro e água.

toda tu és profundo e perfumado jardim,

mas é no teu ventre o caminho das papoilas.

FLORIR

Janeiro 24, 2023

é nos teus olhos
que a Primavera se veste
de flores e amor:
é a tua boca a fonte
e o pescoço a ponte
até ao prado colorido
pelo fogo protegido

é nos teus flancos
que a ternura desliza
e aflora o desejo:
os meus dedos são a serpente
que guiam as palavras
por ruas vermelhas
até ao fundo do lago

AMO-TE COMO SE AMA O PRÓPRIO AMOR

Janeiro 23, 2023

amor, amo-te como se ama o próprio amor,

como um fogo em celeiro cheio de trigo.

sem navios transparentes no rosto

e sem agulhas secretas escondidas na terra.

 

és a única música no meu silêncio espinhoso,

a luz profunda onde a sombra reina com firmeza.

amo-te como se amanhecesse a cada instante

e tu fosses o primeiro sol sobre a geada.

4

Janeiro 22, 2023

tu não consegues ver, mas atrás de ti até o céu se enrola, arde e comprime. normalmente manto enorme, transforma-se em chama brilhante e condensada atrás de ti. nuvens como cornucópias. brancas, abraçam a chama. não sei se é o céu ou se és tu a fogueira.

as noites estão mais frias – vai-me valendo a memória e o calor que pressinto.

MISTÉRIO

Janeiro 22, 2023

tenho a tua alegria como alargado e longo mistério

como se a própria noite te vestisse

e o teu corpo fosse só o brilhar das estrelas

ou um reflexo de lua em relva rica:

deve haver uma chave flamejante

para escancarar as portas dessa alegria

e depois de a abrir jamais a fecharei

 

a vida nos teus olhos também é um imenso mistério

é como se um vulcão por eles expelisse sedução

e o magnetismo dos olivais neles habitasse

impedindo-me de ver outra coisa:

o feitiço desliza-te pelo rosto e até à boca

juntando os lábios ao gemido vermelho

mas é nos olhos que nasce a tentação

 

Mensagens

Pág. 1/2

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Autores