Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Red Tales

(...) cá estou eu, por aqui, a fingir que sou eu que por aqui estou (...)

Red Tales

>> Cuidemos de Todos Cuidando de Nós <<

 

Alguns dos textos aqui contidos são de cariz sexual e só devem ser lidos por maiores de 18 anos e por quem tiver uma mente aberta. Se sentir algum tipo de desconforto com isso ou se não tiver os 18 anos ou mais, por favor SAIA agora.

P. - III

Fevereiro 06, 2018

reencontrar a P., ao fim de tanto tempo, foi como se a primeira gota de água do mar falasse e me explicasse a dança das flores. foi um relâmpago que atravessou as sombras e que, com luz, abriu portas que julgava trancadas e seladas. tinha prometido a mim próprio que não voltaria a abri-las, mas muito rapidamente ela as destrancou e, como que por magia, me transportou para o interior.

lá dentro, as imagens eram nítidas, mas antes de entrar tudo era sombra. tinha o corpo enrolado e estava preso numa apertada jaula de vidro. o ar não entrava. estava despido e não respirava. era como um polvo sem braços. assustado como uivos. o sangue pesava de angústia. tinha frio. tinha medo.

mesmo ao longe: feridas. as veias e artérias eram um confuso labirinto de sombras. uma vermelha canção de lágrimas pelo que podia ter sido ou então escuridão: tatuagens da noite. estava cansado de sentir a transparência frívola das ondas a tombarem sobre o meu cérebro como balas de água.

a solidão é asfixiar a cada instante. não ter a claridade das palavras. música instrumental. são pálpebras cansadas. é o constante perder de batalhas antes que comecem. é estar sempre do lado errado das portas.

apesar de tudo, a solidão já não é nova: já vem do tempo em que eu chorava e os fantasmas verdes voavam no meu corpo. só que antes eu fugia e escondia-me atrás das paredes e hoje já não há paredes suficientemente altas para ocultar o meu cansaço.

nunca mais.

perdido o passado num sonho que não sonhei: resta a voz e a magia. talvez reste um espaço para eu morar: um teto que me permita voar e me proteja do frio; que me proteja das tempestades e que impeça o vento.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Autores