Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Red Tales

(...) cá estou eu, por aqui, a fingir que sou eu que por aqui estou (...)

Red Tales

>> Cuidemos de Todos Cuidando de Nós <<

 

Alguns dos textos aqui contidos são de cariz sexual e só devem ser lidos por maiores de 18 anos e por quem tiver uma mente aberta. Se sentir algum tipo de desconforto com isso ou se não tiver os 18 anos ou mais, por favor SAIA agora.

três estranhos

Fevereiro 01, 2004

Às 7:50 do dia 17 de Fevereiro de 2002, José Carlos Dias, fotógrafo, escreveu no seu quarto de hotel a seguinte página do seu diário:


 


«Lisboa, 17-02-2002, 7:50


 


A manhã nasceu fria e arrepiada pelo ladrar faminto e aflitivo dos cães. Nem pássaros, nem carros na avenida que por aqui passa. Apenas o uivo torturante dos cães. Talvez o quase silêncio exista por ser Domingo e estar muito frio, talvez porque já nada oiço senão sons de tortura.


Mantive o aquecimento ligado toda a noite na esperança que pelo menos o corpo permanecesse quente, o coração já nada o aquece. Passei a noite à espera de uma sensação, uma qualquer. Medo, amor, saudade, desejo, um qualquer sentir. Mas nada. O corpo e a mente estão demasiado cansados para que possa o espírito sentir.


Está quase na hora, daqui a pouco toca o despertador, levanto-me, tomo banho sento-me para o pequeno almoço e, depois do primeiro cigarro de hoje fumado fora da cama, saio de casa com a mesma máquina fotográfica de há anos. Depois faço-me ao caminho. Há um ano atrás seria a um qualquer caminho, hoje tem que ser ao caminho que mais rapidamente me leve à Avenida da Liberdade. Uma fotografia de sorte do Presidente Sampaio ou de outro qualquer VIP e talvez algum jornal me alimente até à próxima ocasião. Se existir uma próxima ocasião.


Há um ano atrás, um eléctrico, uma pedra iluminada da maneira certa, ou uma criança a comer um gelado, fariam o mesmo por mim até à desejada próxima ocasião. Não eram os meus dedos nem os meu olhos que fotografavam. Todo o trabalho era feito pela alma e pelo mesmo coração que hoje, cansado, me sufoca. Era o espírito do eléctrico, a alma de uma pedra, a essência de uma criança. Hoje limito-me a fotografar com o que me resta. Enquadrar segundo as regras, medição e focagem automáticas, disparar e esperar pela sorte.


Um ano. Um ano apenas. O desespero tem destas coisas. Quero pedir desculpa a todos quanto apostaram no meu trabalho. O sucesso sobe à cabeça, a carne é fraca e a mente, depois de experimentar alguns prazeres, torna-se ainda mais fraca. Hoje faço o meu último trabalho, depois abandono a fotografia. Talvez daqui a uns anos essas fotos que compraram sirvam para alimentar de novo alguém, guardem-nas.»

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Autores